Eleanor Davis

  Foi paixão a primeira vista. Eleanor Davis é quadrinista e ilustradora. Seu último lançamento foi a Graphic Novel “How To Be Happy” pela Fantagraphics Books. Antes ela publicou dois quadrinhos voltados para crianças, o The Secret Science Alliance and the Copycat Crook (2009) e Stinky (2008).   Apenas quero ser ela quando eu crescer.…

Leia mais →

Billie Holiday, de Muñoz e Sampayo

No ano de 1989, 30 anos após a morte de Billie Holiday, um jornalista precisa escrever uma matéria sobre a cantora e compositora norte-americana de jazz, apesar de não saber quem ela foi. Essa é a premissa da história dos quadrinistas argentinos José Muñoz (ilustrador) e Carlos Sampayo (roteirista). Enquanto escuta o disco Lady in Satin (talvez…

Leia mais →

Entrevista – Lita Hayata

Talita Hayata, conhecida como Lita Hayata, tem 29 anos, nasceu em Bauru mas vive em São Paulo capital. Atualmente trabalha desenhando em um studio de jogos onde produz bingos e casinos, além de fazer freelas. Conheci o trabalho da Talita há um ano atrás por meio do seu Tumblr. O que me chamou a atenção…

Leia mais →

Não me dê flores

Inspire-se neste Dia Internacional da Mulher Os quadrinhos têm sido um meio mobilizador nas questões relacionadas às mulheres. Aliada a mensagem, nos desenhos, muitas vezes as quadrinistas transmitem questionamentos, comportamentos, alertas e relfexões sobre nossa realidade. É por meio de tantos quadrinhos e quadrinistas que conseguimos atingir um público diversificado e até mesmo aos que…

Leia mais →

A rainha dos quadrinhos

Esse título foi carinhosamente dado a norte-americana Nell Brinkley quando criou em 1913 a série “The Brinkley Girls”. Eram desenhos e histórias de mulheres diferentes das da época. As Brinkley Girls tinham cabelos curtos e cacheados, eram divertidas e independentes. Seu trabalho foi conceituado como feminista e seus desenhos ajudaram a impulsionar o movimento das sufragistas.…

Leia mais →