As garotas do MSP 50 (parte 1 de 2)

Cinquenta artistas brasileiros criam suas próprias histórias com personagens de Mauricio de Sousa, em homenagem aos cinquenta anos de carreira do criador da Turma da Mônica.A notícia é antiga, mas seu valor e seu impacto permanecem o mesmo. Lançado pela Panini Comics, em setembro de 2009, o MSP 50 – Mauricio de Sousa por 50 artistas conta com a participação de quadrinhistas, cartunistas, chargistas, ilustradores e caricaturistas nacionais. Nomes de grande peso dividem as páginas do projeto – como Laerte, Angeli, Ziraldo, Gustavo Duarte, Fábio Moon e Gabriel Bá.

*Review do MSP 50, pelo Universo HQ: http://www.universohq.com/quadrinhos/2009/review_MSP50.cfm

Hoje, aqui no Lady’s, vamos falar de duas mulheres que participaram da homenagem: Julia Bax e Erica Awano.Julia Bax fez o roteiro e a arte de uma história na qual Cebolinha e Chico Bento contracenam com o… “Curupira”. ;-)

Em quatro páginas e com uma das artes mais lindas do MSP 50, Julia consegue contar uma boa história sobre proteção à natureza e demonstra boa familiaridade com as características dos personagens do Mauricio.

*Julia Bax já foi assunto aqui no Lady’s Comics. Para relembrar, clique aqui.

Erica Awano fez o roteiro e a arte de uma história, também de quatro páginas, com o Chico Bento. A relação entre mãe e filho é trabalhada no conto com uma delicadeza capaz de deixar o leitor arrepiado. A leveza da narrativa e o cuidado com os detalhes (o fogão à lenha, a colher de pau na panela e a expressão serena da mãe do Chico) dão um frescor muito especial ao livro.O mentor e editor do álbum, Sidney Gusman (editor do Universo HQ e responsável pelo planejamento editorial da Mauricio de Sousa Produções), conta que Mauricio de Sousa chegou a chorar ao ler a história de Erica.

As últimas páginas do livro apresentam uma pequena biografia de cada uma das autoras:

Julia Bax: Paraense de Belém, destacou-se em São Paulo, ao fazer histórias para as revistas Kaos! e Quebra-Queixo – Technorama. Ganhou o troféu HQ MIX de desenhista revelação de 2005 e logo passou a publicar nos EUA, em editoras como Boom Studios e Marvel. www.juliabax.com

Erica Awano: Iniciou a carreira desenhando a minissérie Street Fighter Zero, em 1998. Depois, destacou-se como artista da revista Holy Avenger, que durou mais de três anos. Atualmente, seu belo traço em estilo mangá é apreciado também nos EUA – seu trabalho mais recente é ligado ao jogo de internet World of Warcraft.

O MSP 50 foi um dos maiores lançamentos dos quadrinhos nacionais do ano passado e a ideia mereceu um segundo livro, entitulado MSP+50 – Mauricio de Sousa por mais 50 artistas… Mas isso já é assunto para a continuação deste post.

Não perca “As garotas do MSP 50 (parte 2 de 2)”, amanhã, aqui, no Lady’s Comics.

5 comentários em “As garotas do MSP 50 (parte 1 de 2)

    • Haha, que legal! Lembro dela na Animax. Se não me engano, teve uma Sailor Moon que ela enviou para um tipo de “sessão de desenhos dos leitores” que eu vivia tentando copiar. Achava o colorido lindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *