As Histórias em Quadrinhos e a Escola

 

A professora e historiadora Natânia Nogueira, também colaboradora deste site, está pra lançar o livro “As Histórias em Quadrinhos e a Escola”, resultado de 12 de anos trabalhando com a nona arte em sala de aula. O livro será lançado amanhã dia 09 de maio no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira em Leopoldina – Minas Gerais. Conversamos um pouco com a Natânia sobre o seu trabalho e o livro. :)

Lady’s – Quando decidiu ser professora?

Quando descobri que não poderia ser arqueóloga. Bom, quase isso. Minha tia era professora de História. Na minha família, até então, era a única pessoa que havia conseguido fazer uma faculdade. Na minha casa não tínhamos livros, eu lia os livros didáticos dela e as enciclopédias que ela tinha. Acabei me apaixonando pela História. Mas a parte da arqueologia é verdade, era meu sonho de adolescente, mas minha família não teria condições para me manter de casa e eu precisa trabalhar. Mas, eu poderia fazer uma faculdade de História, então meio que continuei no mesmo caminho.

Quando a hq entrou em sua vida e profissão?

Acho que lá pelo anos de 2000, se não me engano. Foi quando eu entrei para a antiga lista de discussão da USP, criada pelo professor Waldomiro Vergueiro. Comecei a ter ideias de produzir quadrinhos com alunos, em sala de aula. Tenho ainda alguns trabalhinhos que os alunos fizeram guardados até hoje. Na época conheci a Valéria Fernandes e acabamos ficando amigas. Em 2004 apresentamos trabalhos sobre quadrinhos em sala de aula durante um encontro regional da Associação Nacional de História (ANPUH), na UFJF. Daí em diante, não paramos, nem eu, nem ela. Fizemos propostas de minicursos e quase todo ano apresentávamos em um ou mais congressos, escrevíamos artigos, etc.

Porque unir quadrinho e educação?

Porque quadrinhos foram importantes para mim na minha infância e na minha formação. Eu tomei gosto por leitura através deles e eles me ajudaram até no vestibular. Lembro-me que uma questão de biologia eu acertei porque me lembrei de uma HQ do Aquaman, onde ele explicava sobre a cartilagem dos tubarões. Eu pensei, se foram bons para mim, podem ser bons para os meus alunos, também.

Você mantém uma gibiteca na escola em que trabalha, comente como foi sua construção e como é o retorno da escola e alunos sobre o espaço.

Era uma ideia que eu já tinha, ter uma gibiteca em uma escola. Eu falei desta ideia para a direção da escola estadual, em Juiz de Fora (MG), onde na época eu trabalhava. Quase apanhei. Então, procurei a diretora da minha escola municipal, em Leopoldina (MG). Eu ficava metade da semana em Juiz de Fora, metade em Leopoldina. Vida de professor não é fácil não. A diretora disse que poderia fazer, mas eu teria aproveitar o que a escola tivesse, pois não havia recursos. Ela me cedeu uma salinha, que era usada como depósito. Peguei meus alunos depois da aula limpamos e lavamos a sala. Depois fomos a um outro depósito onde encontramos estantes e mesas velhas. Limpamos e consertamos o que deu para consertar. Já tínhamos a gibiteca praticamente montada, lá pelo final de 2006. Depois foram chegando as revistas e, finalmente, em 2007 nós a inauguramos. Não gastamos um centavo.


Os alunos gostam muito da gibiteca. Os que partem estão sempre nos visitando pra matar a saudade. O retorno é muito bom, tanto dos alunos quanto dos professores. Poderia ser até melhor, pois o trabalho é limitado pela falta de um funcionário que fique responsável pelo espaço. Já tivemos, uma vez, um estagiário. Foi a época em que a gibiteca esteva mais ativa, como um cronograma e tudo mais. Infelizmente, foi apenas por um ano. Mas apesar das dificuldades ela cresceu. Tanto que quando houve reforma da escola, a diretora pediu a construção de uma sala para a gibiteca, quase três vezes maior do que a que tínhamos antes. Este ano, estamos completando 10 anos e vamos comemorar com toda a cidade, com o apoio da Secretaria de Educação e da Secretaria de Cultura. Estamos preparando exposições, palestras, concursos e várias atividades. E olha que fazemos tudo isso quase sem recurso humano e material.

Você já participou de outros livros como colaboradora. O que te fez construir esse livro novo?

Eu estava no mestrado e já tinha terminado minha dissertação. Estava sem nada para fazer, além das matérias que eu tinha que cumprir uma vez por semana na faculdade. E quem em conhece sabe que eu enlouqueço se ficar sem nada que ocupe meu tempo. Resolvi, então, reunir o material que tinha sobre quadrinhos e educação e comecei a escrever um livro. Os livros dos quais participei de capítulos eram coletâneas, eu queria algo mais direcionado. Queria alguma coisa que não fosse acadêmico, mais acessível aos professores. Daí saiu o livro.

O que podemos encontrar no livro?

Então, como sou historiadora, um pouco de história dos quadrinhos mas, no caso, história dos quadrinhos na educação. Eu começo f- O que podemos encontrar no livro?azendo um apanhado de como os quadrinhos foram sendo inseridos nas práticas educativas de vários países, como França, Estados Unidos e Japão, até chegar no Brasil. É meio que para demonstrar que existe toda uma trajetória dos quadrinhos na história da educação que justifica seu uso como instrumento pedagógico. Em seguida falo sobre a leitura dos quadrinhos, sobre seu usa na sala de aula, passo algumas experiências que colhi no decorrer dos anos e termino falando sobre as gibitecas nas escolas, como elas funcionam, como poder ser organizada, partindo da experiência que temos aqui em Leopoldina.

Como podemos comprar?

Bom, o livro foi publicado pela editora da ASPAS (Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial), e não há exatamente um sistema de distribuição, embora eu esteja correndo da atrás disso. Por enquanto, quem quiser o livro pode entrar em contato co comigo pelo e-mail nogueira.natania@gmail.com e eu posso enviar o exemplar pelo correio.

___

Oficina QUATI – Quadrinhos em Sala de Aula.

O Lady’s Comics está atuando no projeto QUATI – Quadrinhos, Educação, Traços e Imaginação, que conta com a oficina “O uso do quadrinho em sala de aula”. A oficina apresenta conceitos das Histórias em Quadrinhos, traz exemplos e ferramentas que possam ser utilizados na sala de aula com os alunos. Conheça o projeto acessando: projetoquati.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *