Bordados traz saudades e boas risadas

Como este mês é dedicado a Marjani Satrapi escolhemos dentre suas obras o livro “Bordados” para falar dessa autora que sabe nos deixar vidrados em suas histórias.

O livro chegou ontem. Estava contando os dias para ler o tão comentado quadrinho. Na maioria das notícias e dos reviews o tema mais comentado é o fato de o termo bordados ter o mesmo significado de uma cirurgia de reconstituição do hímen feita no Irã. Mas pra mim, apesar de saber as dificuldades e contradições vividas por uma mulher iraniana, não foi o que me chamou atenção.

Foi com gosto de saudade das tardes que eu sentava na varanda da minha avó, depois do almoço pra escutar ela e suas amigas do bairro conversarem, que li “Bordados”. Minha avó é costureira, e assim no meio de linhas e agulhas ela e suas amigas também contavam casos, experiências e boas “piadas”. Sem querer afirmar com veemência, mas afirmando, provavelmente os homens não entenderão as conversas que acontecem durante o livro. É algo indefinido o que acontece quando mulheres se juntam para conversar. Pode ser quem sabe, um pouco parecido quando os amigos se encontram em um bar. Mas sinceramente não é da mesma maneira.

Apesar das tradições iranianas, como o chá e a sesta, a história contada em “Bordados” não é tão diferente quanto ao nosso comportamento. Tomamos nosso cafezinho depois do almoço, meu pai e avô dormem depois disso.

Eu li no ônibus indo para a aula e na volta também. Foi “num tapa” e rindo muito dentro do ônibus que “Bordados” me fez voltar no tempo e ter saudades das rodas de conversa das mulheres lá de casa.

Nesse vídeo Satrapi fala do humor em seus quadrinhos (em inglês):

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=uGGoxvGG31E&fs=1&hl=pt_BR]

2 comentários em “Bordados traz saudades e boas risadas

  1. Pingback: 33 HQs para o dia da Mulher | Lady's Comics

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *