Especial Dia da Mulher – dia 3

Imagem enviada por Marcelle Cortiano

Uma de minhas personagens preferidas é a Samanta Flôor. Adoro seus diários de viagem, seus coffee monsters e o modo como faz piadas de si mesma. Ela é simples, direta e bem autêntica. Me identifico muito com ela e aposto que muitas outras leitoras também se identificam! :)

Imagem enviada por Júlio César de Oliveira

De todas as animegirls do universo comics, meu voto vai pra Winry Rockbell do anime Fullmetal Alchemist! Winry desbanca todo o esteriótipo demasiadamente sensível e frágil do universo feminino: Melhor engenheira de próteses mecânicas do mundo, a loira já invade o monopólio machista do mundo tecnológico e, com uma aparência inocente e angelical, é um poço de paradoxo enquanto exibe um caráter de autosuficiência, individualidade e autonomia superior que o de qualquer homem, ao mesmo tempo em que mantém a sensualidade e sensiblidade femininas que encantam! Ela pode não usar alquimia, mas basta uma chave de porca para que ela lave o chão com a cara de quem entrar no caminho, e ainda sem perder a compostura!

Imagem enviada por Nathália Panesi

A minha personagem preferida é a Francine Peters, da HQ do Terry Moore ” Strangers in Paradise”. Francine é a minha preferida por ser a personagem de HQ mais real que já “conheci”. E também por ter dado o melhor esporro de todos os tempo em um homem! rs

Imagem enviada por Danaki

Minha personagem que tanto amo, é a Perpétua Morte, de Neil Gaiman, irmãzinha mais velha do Sonhar. Ela é agradável, alegre, educada, meiga, e ainda assim forte, independente… Mas o que tanto admiro nela, e com ela aprendi, é que quando se é uma pessoa educada e agradável, todos te amarão, independente de quem, ou o que, você é. Mostra que ser amável não é sinal de fraqueza, muito pelo contrário. Não a toa que ela se tornou uma das personagens femininas mais amadas das HQ’s apesar de ser a própria Morte personificada.

Imagem enviada por Valéria Fernandes

A Yuuri do mangá Anatolia Story é uma das minhas personagens favoritas, porque, apesar de ser somente uma adolescente e estar sozinha em um passado distante, ela é corajosa e acredita que ‘missão dada é missão cumprida’.  Torna-se uma grande líder militar e consegue mostrar o seu valor apesar de todos os problemas.  A série nunca foi publicada aqui no Brasil, mas seria uma boa leitura para meninas e mulheres.

Imagem enviada por Lucas Neumann (@LucasCNeumann)

Para a minha homenageada, eu escolhi a Mary Jane Watson, a (ex) esposa de Peter Parker, o Homem Aranha. Vejo que ela é uma personagen subestimada, e muitas vezes apenas vista como colírio para embelezar as páginas do gibi do aracnídeo. Mas para quem conhece as histórias, vê que ela é muito mais que um rosto bonito ou um suporte moral para o herói. Ela é na verdade parceira de Peter, ajudando não só a manter a sua confiança e determinação como salvando ele inúmeras vezes. Ruiva, linda e carismática, MJ (para os íntimos) prova que não é necessário super poderes para ser uma das mulheres mais amadas dos quadrinhos!

3 comentários em “Especial Dia da Mulher – dia 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *