Lynette Ross. Você conhece o sobrenome, mas ainda não conhece seu talento.

Imagino que Alex Ross já seja um nome bem conhecido para a maioria de vocês. Alex Ross é um ilustrador norte-americano de histórias em quadrinhos, famoso pelo realismo fotográfico de seu trabalho. Nos últimos quinze anos, seu trabalho foi direcionado, principalmente, para as duas grandes editoras do gênero de super-heróis, Marvel e DC Comics. Outro aspecto marcante do trabalho de Ross tem a ver com seu fascínio pelos visuais clássicos dos personagens mais antigos.

Mas vocês estão no Lady’s Comics e o assunto desse post não é ele, mas, sim, uma lady. A mulher que o colocou neste mundo (!).

Do finalzinho da década de 1940 até meados dos anos 50, a mãe de Alex Ross, Lynette Ross, trabalhou em Chicago como ilustradora de moda. Todos os desenhos que ilustram este post foram feitos por ela. A maior parte deles foi feita em trabalhos de freelance, ainda durante a sua adolescência ou com seus vinte e poucos anos.

Lynette estudou na American Academy of Art de Chicago, onde o filho veio a estudar também, quarenta e um anos mais tarde. Por incrível que pareça, durante a juventude, Alex não foi diretamente influenciado pelo trabalho da mãe como ilustradora, pois ele não a viu criando esses trabalhos. Antes mesmo de Alex nascer, Lynette já havia decidido abandonar a carreira como artista para se dedicar a formar uma família.

Ela se recorda de não gostar verdadeiramente do trabalho como ilustradora. Seus desenhos serviam apenas como um modo de se sustentar financeiramente e ganhar um pouco de independência, enquanto o que ela realmente queria fazer era se casar e ter filhos para cuidar. Com toda a habilidade que tinha como ilustradora, Lynette, muitas vezes, sentia o peso de uma indústria que era dominada por homens. Não eram muitas as garotas que faziam aquele tipo de trabalho, na época, então Lynette acreditava que seu talento não poderia levá-la muito além de onde ela chegou.

Sobre o filho, Lynette diz que nunca teve toda a ambição que ele tem. Desde a infância, Alex Ross soube aonde queria chegar e se dedicou a seus objetivos com uma paixão impressionante. Foi justamento por todo esse comprometimento que Alex conseguiu chegar tão longe e se tornar um excelente artista.

Para escrever este post, tomei como referência o livro Mythology: the DC Comics Art of Alex Ross, escrito e com direção de arte de Chip Kidd. O livro tem centenas de sketches inéditos de Alex, reproduções de trabalhos antigos do artista para a editora DC Comics e outras raridades. Como dedicatória, está escrito “for Lynette” (para Lynette).

6 comentários em “Lynette Ross. Você conhece o sobrenome, mas ainda não conhece seu talento.

  1. Quando li “Mythology”, fiquei muito positivamente surpreso ao conhecer o trabalho da Lynette. Dá pra ver claramente, no trabalho dela, lampejos do estilo que o trabalho do Alex viria a seguir.

    Uma pena que ela estivesse inserida num contexto histórico em que não se sentiu estimulada a progredir na própria carreira.

  2. Como diz o ditado “A fruta não cai longe do pé” O Alex Ross teve pra quem puxar! :-D

    Minha mãe fez Artes Plásticas e estava grávida quando se formou. Embora ela curtisse mais as pinturas eu brinco que aprendi um pouco na faculdade junto com ela. ;-)

  3. Também acho uma pena o contexto histórico impedir que ela pudesse levar as duas coisas juntas: maternidade e carreira.

    Ambos os meus pais desenhavam melhor que eu e pararam para “ganhar o pão”, uma pena também.

  4. Concordo com os colegas acima, infelizmente o contexto histórico o qual a artista estava inserida não a ajudava em nada. É verdade que sua arte não tenha influenciado diretamente seu filho, mas o genêro artistico foi transmitido de alguma forma, AR é um excelente artista.

    Embora as mulheres tenham superado vários obstáculos nestes últimos 30/40, ainda há muito o que fazer aina hoje.

  5. Já tinha visto alguma coisa da Lynette, mas… não as postadas aqui, e…também que era a mãe do Alex, Talvez porque tenha desenhado durante vários anos no atendimento de merchandising de Marvel e DC Comics através da APLA.
    Não havia ligado o nome à pessoa (do filho)!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *