Madri: do independente ao mainstream

Seguindo em minha busca para conhecer mais a cena dos quadrinhos espanhóis, no fim de 2016, tive a oportunidade de visitar duas feiras que aconteceram em Madri: a GRAF e a ExpoCómic. Diferentes em tamanho e proposta, foram ótimas oportunidades para circular por entre artistas e fãs de HQs e comprar umas coisinhas para a coleção – sempre menos do que gostaria, é claro.

GRAF, A FEIRA DE AUTORES E EDITORES INDEPENDENTES

A 8ª edição da GRAF no Museu ABC de Dibujo y Ilustración, na capital espanhola. Foto: Paula Rodrigues.

De 11 a 13 de novembro de 2016, aconteceu a 8ª edição da GRAF no Museu ABC de Dibujo y Ilustración, na capital espanhola. Estive presente no sábado, segundo dia do evento, e me lembrei um pouco do Encontro Lady’s Comics do ano passado. Algumas dezenas de bancadas se enfileiravam ao longo das paredes de um andar do museu, reunindo editoras independentes, autores e autoras de quadrinhos, literatura e ilustração. Também me chamaram a atenção os fanzines, que seguem fortes na era digital, e as publicações coletivas.

O evento incluía oficinas, mesas redondas e palestras sobre variados temas, que iam desde a relação entre a música e os quadrinhos, direitos autorais, até a influência de substâncias psicodélicas na produção criativa. Na programação, também havia atividades para crianças, como a construção de um boneco-personagem e oficinas de desenho. Algumas das atividades aconteceram no Museo de Arte Contemporáneo.

Um dos destaques dessa edição foi o lançamento da antologia “Teen Wolf”, só de quadrinistas mulheres, na festa GRAF Moonlight. A festa-lançamento foi organizada pela convidada especial Conxita Herrero, ilustradora catalã, autora de fanzines e integrante da banda Tronco. Conxita foi a responsável pelo cartaz desta edição da GRAF.

Também acabei conhecendo o Colectivo Autoras de Cómic e algumas das autoras que fazem parte da iniciativa, o que ainda vai render muito trabalho pela frente, leituras, estudos e novos textos para cá. Quem fez a apresentação foi a simpática Núria Tamarit, autora de “Duerme Pueblo” (Ed. La Cúpula) ao lado de Xulia Vicente, HQ que comprei e está na fila de leituras.

Segundo os organizadores, o festival contou com um público recorde de mais de 2.200 pessoas. A GRAF acontece com eventos alternados entre Madri e Barcelona e a próxima edição será na capital catalã, de 3 a 5 de março de 2017. No site oficial, estão abertas as chamadas para expositores e atividades: http://migre.me/vVXCL.

Zines, adesivos, postais, pôsteres, bottoms e, claro, HQs na GRAF 2016. Foto: Paula Rodrigues.

Dezenas e dezenas de artistas se reunindo em publicações coletivas. Boa pedida para conhecer talentos. Foto: Paula Rodrigues.

Saldo da minha primeira GRAF! Foto: Paula Rodrigues

Veja o vídeo oficial da 8ª GRAF:

Links úteis:
GRAF Comic: www.grafcomic.com e www.facebook.com/grafcomic/
Colectivo Autoras de Cómic: http://asociacionautoras.blogspot.com.es/ e https://www.facebook.com/SomosAAC/
Revista Cactus: www.revistacactus.com
Museu ABC: http://museo.abc.es/
Autoras e editoras: Anabel Colazo, Bistec Negro, Conxita Herrero, Iria Alcojor, Marlene Krause, Marta Cotelo, Núria Just, Núria Tamarit, Xulia Vicente, UDL Libros.

EXPOCÓMIC, A FEIRA DO ESPETÁCULO

A ExpoCómic, que já teve 19 edições, é o “fervo” da cultura pop. Foto: Paula Rodrigues.

Nos dia 3 e 4 de dezembro, foi a vez de conhecer a 19ª edição do Salón Internacional del Tebeo de Madrid, a ExpoCómic, que já é uma feira mais na linha da FestComix e CCXP brasileiras. O evento aconteceu num centro de exposições grande, no Campo de las Naciones, e reuniu 155 expositores, entre estandes de quadrinhos, ilustração, games e jogos de tabuleiro, e, claro, muitos cosplayers e produtos da cultura pop.

Logo na entrada, estava montada uma exposição de ilustrações de artistas espanhóis de graphic novels. Estandes enormes de editoras e lojas dividiam o espaço com artistas independentes. Também havia um ringue de luta livre, um espaço para “combates” de sabre de luz – com presença de Ray Park, ator que interpretou o Darth Maul na saga Star Wars –, sessões de autógrafos, workshops de desenho, concurso de cosplay, campeonato de boarder games, murais grafitados ao vivo, entre outros.

Apesar de ser uma feira voltada principalmente ao mainstream, passei pelos estandes em busca de gente que estava publicando de forma independente. Fiz umas comprinhas e conversei com meninas muito legais, cheias de ideias e ideais – destaque para o grupo Pussy Crazy, que tem influência de mangá. Peguei vários cartões para tentar saber mais sobre cada uma com calma – alguns contatos estão no fim do texto.

Outra grata surpresa foi conversar com o pessoal da Tebeosfera! “Tebeo” é o termo que o pessoal das antigas que curte quadrinhos usa. Vem do nome de uma revista que surgiu em 1917 na Espanha, a TBO, como acontece com nosso termo “gibi”. A Tebeosfera reúne um dos conteúdos mais completos sobre o assunto, publicando site, revistas e verdadeiras enciclopédias sobre a história dos quadrinhos. Com certeza ainda vou aprender muito por lá.

Mulheres, mulheres, mulheres! (Foto: Paula Rodrigues)

No Artists Alley: Nerea Luray, Mariló Delgado e Toñi Gil (“El Burdel”), Laura Kjoge (“Infected Instinct”) e Sara Randt (“Onironautas”), com dedicatórias especiais para o Ladys. Foto: Paula Rodrigues.

Sacola da ExpoCómic: simplesmente apaixonada pelas ilustrações da Jen del Pozo, que viraram quadrinhos lá para casa. Foto: Paula Rodrigues.

Ação de marketing do filme da Mulher Maravilha com os famosos WW da “Wonder Woman” e pilhas de pôsteres distribuídos gratuitamente. (Foto: Paula Rodrigues)

Os números oficiais são de 42 mil pessoas passaram pela feira. Achei que entrada não era muito barata, saindo 12€ por dia, com descontos para grupos e cosplayers. A 20ª edição também já tem data: 11 e 12 de dezembro de 2017.

Confira o vídeo oficial da ExpoCómic 2016:

 

Links úteis:
Expocómic: http://www.easyfairs.com/es/expocomic-2016/expocomic-2016/
Tebeosfera: www.tebeosfera.com
Artistas e editoras independentes: Dragón Blanco, Jen del Pozo, Laura Kjoge, Laurielle, Maria Latorre, Mariló Delgado, Nerea Luray, NEUH, Pussy Crazy, Sara Randt, Sonia MS, Toñi Gil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *