Montse Clavé

 

Montse Clavé

Montse Clavé. Crédito: Revista Totem nº2 Especial Mulheres(1978)

 

Montse Clavé é uma quadrinista e escritora espanhola. Começou a fazer quadrinhos profissionalmente no início dos anos 70 com histórias românticas feitas principalmente para o norte da Europa. Após viajar para países como Cuba, México e França, Montse passou a fazer quadrinhos clandestinos em que denunciava o regime franquista e a participar de coletivos como Butifarra! Mas Madera! e Cul de Sac. Foi co-fundadora do coletivo Trocha/Troya, onde criticava a situação da mulher na sociedade espanhola.

 clave_montse

Participou ativamente do movimento feminista catalão criando junto com María José Quevedo, Sat Sabater, Carme Cases e Mari Chordà o Bar-Biblioteca LaSal em Barcelona, onde nasceu quadrinhos como “Las Entrañablesas” feita em parceria com Mari Chorda e Ana Días Plaja. Foi lá que também surgiu o projeto artístico Quadern del cos i l’aigua (1978), um espécie de fanzine em formato A4 onde publicava poesias e desenhos narrando a experiência do descobrimento sexual feminino.

 40-287-873

Montse, sempre engajada nas causas em favor das mulheres, trabalhava também em campanhas de apoio às mulheres imigrantes.

clave

Nos anos 80 continuou ativamente com protestos por meio do coletivo Butifarra! e outros coletivos e contribuiu para revistas voltadas ao público feminino. Porém, diante da impossibilidade de viver dos quadrinhos, ela teve de mudar de área e voltou suas energias para a gastronomia e aos livros, fundando uma livraria especializada no gênero “negrocriminal” (que entendi como m gênero que fala de crime e suspense – podem me corrigir se estiver errada ^_^) e que ainda funciona.

series-F901-814-508-371

Clavé foi uma das pioneiras em falar sobre as questões de gênero nos quadrinhos espanhóis e foi uma autora fundamental na transformação da mulher em sua transição democrática.

y primera página de la historieta La Mar

Em uma de suas publicações Clavé disse “el cómic era el medio apropiado para la revolución femenina, siendo un lenguaje y un medio nuevo, moderno que, como el underground, siempre había buscado la libertad.”

 publicaciones-F130-923-345-939

Plancha de la primera página de la seri

897-495-896

Colaboración en el especial Solidaridad con El Papus (1977Dos ilustraciones para la revista El viejo topo

Fonte: Artigo MONTSE CLAVÉ Y LA TRANSFORMACIÓN DE LA MUJER EN EL CÓMIC DE LA TRANSICIÓN de Katia Almerni que pode ser lido aqui.

 

Um comentário em “Montse Clavé

  1. Pingback: 1º Encontro Lady’s Comics | Lady's Comics

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *