Projeto Mulheres & Quadrinhos

Como anunciado na segunda-feira, fizemos um experiência baseada no projeto Ladies Comics da Kelly Thompson. Entregamos para 4 mulheres, que não tem o costume de ler História em Quadrinhos, diferentes HQ’s. Abaixo reproduzimos suas falas sobre o que acharam. Esse projeto visa incentivar a  leitura de HQ’s e a participação das mulheres no mundo dos quadrinhos.

Joésia Maria, 48 anos, Funcionária Pública. Leu Blues

Quando comecei a ler Blues de Robert Crumb, eu achei de início os desenho muito escuro. O desenho é muito bonito, com detalhes incríveis, como em uma cena em que sua ex-mulher vê a foto dos dois em cima da lareira.Eu senti uma tristeza na HQ. Não sei se é porque o blues também é um pouco triste. Sei que eu fiquei com vontade de ouvir as músicas que ele citava. Então depois de ler eu corri pro You tube e escutei algumas músicas.Outra coisa que eu reparei é que nesse quadrinho eu consegui compreender melhor o sentimento que ele quis passar, coisas que eu não tô acostumada a sentir quando leio Turma Mônica, por exemplo.Quanto ao projeto, vocês estão de parabéns. Lembro da minha primeira HQ, sem capa, em espanhol, preto e branco, sempre achei que fosse do Tom e Jerry, lembro de um gato! Tinha sete anos e meu irmão cinco, ele aprendeu a ler nessa revistinha. Minha mãe gostou do interesse, e nós tínhamos carta branca na banca de revista. Isso já tem quarenta e alguns anos. Risos.Acho que vou voltar ao hábito de ler quadrinhos.


Heloísa Pereira, 50 anos, psicopedagoga. Leu Fun Home

O Projeto das Lady’s, me proporcionou um novo olhar para  HQ’s, confesso que ao folhear o livro imaginei coisa de criança ( devido os desenhos e as formas das letras), mas para minha surpresa o Livro: Fun Home Uma Tragicomédia Em Família da Alison Bechdel me fez ler seus escritos e apreciar seus desenhos de forma instigante. A autora da obra nos tira da zona de conforto, nos remetendo a cada narrativa uma pequena pausa, para grandes reflexões sobre a suas vivências com os irmãos, mãe e principalmente com o pai, mostrando suas inquietações quanto a identidade sexual do seu pai e mais tarde na adolescência consigo mesma. Quando escrevi acima sobre grandes reflexões ao fazer a leitura dos quadrinhos, quero deixar claro que as paradas obrigatórias não foram somente pelas relações entre as pessoas, mas também devido o modo  criativo e cômico que Alison prazeirosamente buscou o melhor da  literatura ( uma paixão herdada pelos pais), para expressar os pensamentos e sentimentos dos personagens. Amei as cores e os traços,cada cena ou melhor quadrinho, percebi que os personagens estavam sempre em movimento, ou seja, cada um fazendo suas atividades, incrível a riqueza dos detalhes. Fiquei muito emocionada e feliz com as escolhas que Alison fez, menina de atitude. Penso que é uma leitura que toda a família deveria fazer. Uma grande lição de vida.


Silvana Ferreira, 48 anos, atriz e arte-educadora. Leu Nós

Gostei muito deler Nós do Mario Cau, o início me remeteu ao Apocalipse. Amei os traços e curti o preto e o branco e apenas a cor vermelha do laço. Engraçado é que não precisa de falas pra entender.Parece que o personagem está num sonho, mas acho que não é. Risos. Gostei e indico a leitura!


Sara Lopes, 62 anos, odontopediatra. Leu “Mesa para dois” de Fábio Moon e Gabriel Bá.

A história deles é simples, do dia-a-dia mesmo. O desenho combina com o que eles contam e eu senti que os personagens principais são reais, talvez tenham características dos próprios autores. A história é bonita mesmo. Bonita e sensível.

9 comentários em “Projeto Mulheres & Quadrinhos

  1. Meninas,a idéia do Projeto é demais!!!!
    Além de incentivá-las a conhecer HQ’s, nos instiga a uma leitura para saber mais sobre as obras acima citadas.
    Valeu!!!

  2. Parabéns pelo projeto, é genial! Achei bacana que as participantes tenham se envolvido, gostei muito dos comentários. Seria muito interessante se vocês continuassem com o projeto!

Deixe uma resposta