Não me dê flores

Inspire-se neste Dia Internacional da Mulher

Artista Collen Clark – “ Seu corpo não é a melhor coisa sobre você. Seu corpo não é a pior coisa sobre você.”

Os quadrinhos têm sido um meio mobilizador nas questões relacionadas às mulheres. Aliada a mensagem, nos desenhos, muitas vezes as quadrinistas transmitem questionamentos, comportamentos, alertas e relfexões sobre nossa realidade. É por meio de tantos quadrinhos e quadrinistas que conseguimos atingir um público diversificado e até mesmo aos que nem lêem quadrinhos, mas que se identificam com a mensagem.

Desenho da quadrinista Eleanor Davis

Vale lembrar que hoje não é um dia de comemoração. É um dia de rever nossas conquistas e enfatizar a necessidade da luta para os próximos anos. Nós do Lady’s lutamos para termos igualdade e respeito, tanto como leitora quanto como quadrinista. A luta continua e temos um grande trabalho pela frente.

Desenho da quadrinista Mireia Pérez. Leia o quadrinho completo em: fluidomenarquico.blogspot.com.br/2012/06/ser-mujer-hoy.html

“No dia da mulher não me dê flores, bombons ou perfume.
Neste dia não exija um sorriso com batom.
Eu lhe darei gritos de liberdade.
Falarei dos meus direitos.

Sou artista. Sou quadrinista.
Trabalho sozinha.
Rabisco o dia inteiro, desenho quadro a quadro o que penso.
Sujo de tinta as minhas mãos.
Fico acordada até a madrugada.
Estudo e depois estudo mais um pouco.
Disputo em um mercado de maioria masculina.
Nem sempre ganho o que mereço.
Muitas vezes não lembram o meu nome.

Escuto que “meu desenho não parece com um de uma menina” e que sou até “bonitinha”.

Trabalho como você.

Respeite minha dignidade, meu corpo, meus direitos.
Respeite meu trabalho.
Sou quadrinista e mulher.”

Um comentário em “Não me dê flores

  1. Durante muito tempo pensei no que escrever aqui. Mas não achei nada que fosse significativo o suficiente. A realidade é que para tantas pessoas que lutam por ter respeito,há outras tantas do mesmo grupo que não dão a mínima e desvalorizam essa luta. Isso é triste porque é como aquele probleminha da lesma tentando subir o Castelo:De dia subia 6 metros e a noite escorregava quatro! Mas somos humanos e não lesmas.Mas há uma mentalidade que nos faz “escorregar ” á noite,e esta mentalidade muitas vezes não é a nossa ,e sim da pessoa que desvaloriza o que estamos lutando.Quem sabe um dia eu chegue a conquistar meus desejos e trabalhar com quadrinhos, e então vou me deparar,como tantas outras quadrinistas,com uma sociedade sedenta de mudança.Estas pessoas estão abrindo espaço,esse blog esta abrindo espaço pra que pessoas que tem sonhos ,como eu e tantas outras possam se sentir a vontade para serem quem realmente são,sem medo .E pra isso temos que nos unir e não desvalorizar o que somos .Porque somos mulheres e devemos poder dizer isto com Orgulho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *