Recaptura no Catarse

m1

Depois de conseguir sucesso via catarse com a HQ Ghilan e Zorro, Mariá Scárdua (conhecida como Mariá Raposa Branca) está com mais um projeto no Catarse. Com ainda 12 dias para acabar o financiamento, a quadrinista já conseguiu atingir a meta da sua nova história: Recaptura.

promo2_catarse

Recaptura é um conto fechado (one-shot) que começa com o reencontro da agente secreta Meredith com um velho amigo durante uma missão, em que ambos estão prestes a invadir um prédio.

Conversei um pouco com a Mariá sobre a nova história ciberpunk.

Mariamma – Porque desenhar uma história de ficção científica? Você curte muito o gênero, né? :)

Eu gosto muito do gênero Sci-fi em quase todas as suas vertentes desde que comecei a me interessar pelo estilo na literatura, aos 14 anos. Sempre gostei muito das incursões que eram menos puramente tecnológicas e mais sociais (sou muito fã de Ursula LeGuin), mas as minhas obras favoritas são as que apresentam a humanidade em um tempo em que tudo se influencia no limite entre a lógica e a imaginação, como Neuromancer, Admirável Mundo Novo, e os livros de Asimov, LeGuin e Paolo Bacigalupi.

 

pili_cyberpunk_copy

Uma das recompensas é uma arte digital de você no estilo de um espião como os protagonistas! <3

Mariamma – De onde veio a ideia para a HQ “Recaptura”? Se inspirou em alguma obra?

A ideia veio de uma música que gosto muito, somada à minha fascinação com o gênero sci-fi, com agentes secretos, e com criaturas antropozoomórficas! Pode-se dizer que filmes de ação de espionagem e ficção científica (Kingsmen, Missão Impossível, Matrix, Swordfish) influenciaram, de uma forma ou de outra, na concepção da história… mas nenhum de forma direta.

snippet3

Mariamma – Você já teve um projeto no catarse (conquistado com êxito). Pq optou mais uma vez no financiamento coletivo? Vc acha q esse é um bom futuro para as HQs?

Optei pelo financiamento coletivo porque é uma forma efetiva de chamar atenção sobre o projeto em si, especialmente quando suas condições de fazê-lo acontecer por si mesmo são pequenas. Como já fiz uma campanha bem-sucedida, muitas pessoas que já me conheciam se interessaram por esta, e u também consigo levá-la com muito mais tranquilidade. Recaptura é um projeto muito mais simples que Ghilan em termos de acabamento e cores, mas acredito que a arte e o roteiro estejam muito melhor desenvolvidos em relação às minhas obras anteriores.

11760074_892744017427408_7204764868048601470_n

Agora faltam 12 :P

Assim como a maioria dos desenhos você desenhou animais com características humanas. Esse pode ser considerado seu estilo? Você se sente mais confortável desenhando dessa forma?

Não sei se pode ser chamado de “estilo”, porque quando desenho pessoas e lugares as pessoas tem muita facilidade em identificar o desenho como meu. Então meu estilo deve permear muito do que faço. No entanto eu adoro desenhar pessoas como animais desde criança. Na época era porque eu não sabia mesmo desenhar rostos e preferia a companhia dos meus cachorros à de outras crianças, mas hoje em dia eu simplesmente me divirto relacionando pessoas a formas animais e adaptando características físicas de uns e outros para criar personagens interessantes. (o que não significa que eu já prefira a companhia de outros seres humanos à de bichos em geral…)

__

Mariá já teve seu trabalho divulgado aqui no Lady’s.

Atualmente ela mantém a webcomic “Probably Branca” no Tapastic (por enquanto apenas em inglês).

Para apoiar  projeto no Catarse: https://www.catarse.me/pt/recaptura

Para ver o trabalho mais variado da Mariá acesse seu Tumblr!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *