Sendo mãe

Enfim vou escrever com mais propriedade sobre este dia, que para o comércio é a maior maravilha, para as mães experientes é almoço no domingo e para mães de primeira viagem, assim como eu, é uma descoberta. Para não dizer, uma doidera. Porque doidera? Explico: você passa a fazer parte de um grupo novo, agora em cada lugar que você vai tem crianças, e automaticamente você já tá junto. Parece um imã! Tem uma criança perto, você dá um sorrisinho, pede pra sua/seu filha/filho cumprimentá-la, e já vai falando os truques dela/dele (parece cachorro, né? Hahaha). Rola até uma “competição”. “Ele já faz isso? E aquilo? O meu já…”. Você não almoça mais sentadinha e mastiga com calma. É verdade o que dizem: “Depois que pari, barriga nunca mais enchi!”.

Você só anda descabelada e fica na neura de que não pode adoecer e só atravessa a rua quando o sinal está verde! A rua pode estar vazia, mas só a ideia de você morrer e deixar sua cria sozinha já é o bastante para seguir todas as regras de trânsito. A gente não consegue nem deixar a casa minimamente arrumada (Tem um texto ótimo sobre isso inclusive. Leia aqui.).

Com o dia das mães chegando você pensa: “Já sou mãe”. Rola aquela sensação entranha, e agora que sou mãe como vai ser? Outro dia me peguei perguntando se podia comprar aquela roupa cute cheia de gatinhos, ou se já sou velha pra isso –  afinal agora sou mãe! Mas comprei assim mesmo! hahaha

Então, chega de diário maternal!! Estou aqui só pra dizer que entrou um tema novo na minha vida e, com ele, quadrinhos “novos” também. Tô louca pra ler o quadrinho “VOCÊ É MINHA MÃE?”, da Alison Bechdel que será lançado pela Cia das Letras no mês de junho.  E cada tirinha que vejo sobre mães morro de dar risada, porque me identifico! E esse lance de se identificar com o quadrinho é batata! Se você se vê naquela situação, já vira o quadrinho favorito!

E ser mãe e quadrinista? Deve ser um pouco mais difícil, já que trabalhar em casa requer muita disciplina, tendo o pimpolho do lado te chamando o tempo todo, sem contar que seu material de trabalho é bem atraente!

Já falamos aqui da mãe e quadrinista Adriana Mello (que deixou a profissão por um tempo pra cuidar da cria), da SuperMãe, criada por Ziraldo, e hoje vou apenas colocar algumas tiras das mães que estão aí nos quadrinhos. Espero que se divirtam… Sendo mãe ou não! ;)

3 comentários em “Sendo mãe

  1. Pingback: [Lista] 8 mães nos quadrinhos | Lady's Comics

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *