Top 4: quadrinistas no horror japonês

Lembro de quando comprei meu primeiro mangá de horror. Era numa banca escondida em Florianópolis e com uma vasta opção de títulos. Sim, até meados de 2006 não conhecia em minha cidade natal – Criciúma/SC – uma daquele jeito. O meu deslumbramento foi grande. E eram só quatro prateleiras e algumas caixas que ficavam no…

Leia mais →

Margot’s room de Emilly Carroll

Hoje vamos falar de horror, webcomic e do conceito de “tela infinita” e suas infinitas possibilidades. Vamos falar de Margot’s room! Sua criadora é a ilustradora e quadrinista canadense Emilly Carroll, ganhadora do Eisner Award’s 2015 na categoria “Melhor História Curta” com When the Darkness Presses. Em 2016, ela concorre novamente, desta vez na categoria…

Leia mais →

Morte, horror e realismo bizarro: Julia Gfrörer

Numa busca despretensiosa de quadrinistas que possuem traços e roteiros mais sombrios, encontrei Julia Gfrörer no meio do caminho. Consegui ler dois fanzines, To Dark to See (2011) e Mundane Grimore (2011), e um webcomic,  Black is the Color (2012), que são bonitos esteticamente e com roteiros e cenas dramáticas e bizarras.  Os quadrinhos To Dark to See é um fanzine com…

Leia mais →

Tomie – o horror de Junji Ito

O mangaka da vez não é uma mulher, então minhas atenções não irão para Junji Ito, mas para sua personagem principal Tomie, que dá nome ao título. A série de histórias envolve uma colegial chamada Tomie que possui uma personalidade perversa: usa de sua bela aparência para manipular suas vítimas, em sua maioria, homens. A…

Leia mais →