Somos invisíveis?

  Em Frankfurt, público reclamou da falta de quadrinistas mulheres. Maurício de Sousa respondeu: “A mulher ainda não tem essa liberdade sem vergonha que homem tem, de trabalhar sem horários, voltar para casa tarde. Tem outras obrigações além do trabalho, tem que cuidar da casa, dos filhos. Quadrinho exige muito tempo de dedicação.” (Fonte: Malaguetas)…

Leia mais →