Breve história da imprensa feminista no Brasil

Era uma vez um mundo sem internet e conectado por papel. Nele a informação circulava através de suportes distintos, como jornais e revistas. Por muito tempo este foi o espaço privilegiado de publicação de quadrinhos, tirinhas e charges. Artistas promissores e ansiosos encontravam na imprensa uma possibilidade de divulgação e sustento. Mas as mulheres cartunistas…

Leia mais →

Tá rindo de quê?

Texto de colaboração de Cintia Lima Crescêncio – Historiadora Em 1986, na edição 20, o periódico feminista uruguaio La Cacerola publicou um artigo intitulado “Urgente: necessita-se de mulheres dispostas a rir”.  No texto, não assinado, as autoras narravam a dificuldade de compôr uma coluna com tirinhas e charges que fossem capazes de provocar o riso…

Leia mais →