Um dia na 22ª edição da Fest Comix

Legenda 1: Panorâmica do segundo dia da Fest Comix 2016.

Panorâmica do segundo dia da Fest Comix 2016. Foto: Paula Rodrigues.

Sabe quando a gente se enrola com uma coisa, mesmo que ela seja importante, e o prazo segue aumentando feito bola neve? Pois é, foi o que aconteceu com esse meu texto sobre a Fest Comix, que aconteceu no centro de exposições São Paulo Expo, na capital paulista, entre os dias 17 e 19 de junho de 2016. Aproveitei que estava na cidade para conferir o evento em seu segundo dia e finalmente estou aqui para contar.

Realizada desde 2001, a Fest Comix está em sua 22ª edição e gostei de ver como a iniciativa cresceu! A feira é uma espécie de paraíso instantâneo para fãs de quadrinhos, pois reúne estandes de editoras com lançamentos e obras com preços diferenciados – esse ano foram mais de 500 mil HQs com descontos entre 20% e 80%! –, autores, sessões de autógrafo, palestras, workshops, concurso de cosplays e diversas atrações paralelas.

Além de curtir o evento, meu objetivo era conversar com as autoras convidadas presentes e garimpar obras para aumentar meu acervo pessoal (e resenhá-las para o Lady’s no futuro!). Dentre as metas, estava conhecer pessoalmente a Germana Viana, autora da série “Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço”, ilustre colaboradora desse site também. O desafio foi cumprido logo após descolar meu crachá, pois Germana estava próxima à porta do salão dos artistas e me reconheceu na hora. Coisa linda essa tal de internet!

Segundo o site da editora Jambô, responsável pela publicação impressa de sua obra, “a série tem humor nonsense, aventura, romance, hot sex (e tudo mais o que der na telha da autora) e conta as peripécias de quatro mulheres a bordo de uma nave capaz de viajar no tempo e no espaço”. Com os dois números de Lizzie Bordello (2014 e 2016) devidamente adquiridos e autografados, mais aquela foto básica para registrar a tietagem, passei a visitar banca por banca do salão para conhecer as novas autoras brasileiras. Fiquei muito feliz por só ter cruzado com gente simpática e promissora, que, para completar, ainda fez elogios ao Lady’s.

A Mulher Maravilha estava em alta! Era uma das personagens mais retratadas na exposição de ilustrações montada nos espaços comuns da feira, ganhou uma linha do tempo de sua trajetória em comemoração aos seus 75 anos e ainda ilustrou minha bolsa temática. ;-) Fotos: Paula Rodrigues

A Mulher Maravilha estava em alta! Era uma das personagens mais retratadas na exposição de ilustrações montada nos espaços comuns da feira, ganhou uma linha do tempo de sua trajetória em comemoração aos seus 75 anos e ainda ilustrou minha bolsa temática. ;-) Fotos: Paula Rodrigues.

Germana Viana autografando meus exemplares de Lizzie Bordello no salão dos artistas, que estava cheio de outros talentos.

Germana Viana autografando meus exemplares de Lizzie Bordello no salão dos artistas, que estava cheio de outros talentos. Fotos: Paula Rodrigues.

Mari Santtos ("A máscara de Togi", Estúdio Gota de Areia, 2015) e Talessa Kuguimiya ("Memories") produzindo com influência dos mangás e Luiza McAllister, em parceria com Thiago Lehmann, com a HQ "Plumba" (2 Minds, 2015). Fotos: Paula Rodrigues

Mari Santtos (“A máscara de Togi”, Estúdio Gota de Areia, 2015) e Talessa Kuguimiya (“Memories”) produzindo com influência dos mangás e Luiza McAllister, em parceria com Thiago Lehmann, com a HQ “Plumba” (2 Minds, 2015). Fotos: Paula Rodrigues.

Simpatia, talento e boinas!

Das minhas andanças, destaco especialmente o encontro com as quadrinistas Rebeca Prado e Bianca Pinheiro, que me cederam entrevistas bacanas sobre suas carreiras – que, em breve, devem estar por aqui tintim por tintim.

Rebeca é autora de “Navio Dragão” (2015), HQ que nasceu como webtirinha e ganhou uma versão impressa por meio de financiamento coletivo pelo Catarse. A personagem principal é Lif, uma pequena viking mal humorada, que estrela diálogos no melhor estilo tolerância zero. Rebeca é mineira, ilustradora, quadrinista e professora de desenho. Na Fest Comix, também estavam à venda os quadrinhos da série “Baleia” e o livro solo de “Carne”, cãozinho de Lif.

Bianca também começou fazendo sucesso na internet: sua obra mais conhecida é a série “Bear”, que começou como webcomic e, na feira, estava com dois volumes à venda, publicados pela editora Nemo (2014 e 2015). A série conta as aventuras da menina Raven, que se perde de seus pais na floresta, e acaba fazendo amizade com o urso Dimas. As edições impressas são lindas, em papel couché no tamanho 20 x 32 cm, que valorizam ainda mais o belo desenho de Bianca. Acho que o terceiro volume já está no forno!

A autora também estava vendendo suas outras obras “Meu pai é um homem da montanha” (2015) e “Dora” (2014). Pelo que entendi, ainda esse ano deve ser lançada a HQ solo da Mônica, da linha Graphic MSP, feita por Bianca. Agora é só ficar na expectativa!

Bianca Pinheiro e Rebeca Prado: anotem esses nomes! Fotos: Paula Rodrigues.

Bianca Pinheiro e Rebeca Prado: anotem esses nomes! Fotos: Paula Rodrigues.

Nem só de quadrinho vivem as Ladies

A edição 2016 da Fest Comix também contou com atrações paralelas temáticas organizadas em salas especiais, alcançando um público ainda mais amplo. A Terrorfest promoveu palestras, rodas de conversa e mostra de curtas para os fãs de terror; a Medieval Fest contou com tendas especializadas em produtos medievais, uma pequena arena para simulação de batalhas medievais e prática de arco e flecha; a AnimaSato organizou uma mostra de filmes e animes com curadoria da Sato Company; e ainda teve a Fest Cosplay, que providenciou o palco para desfile e concurso de cosplays.

Além de me divertir com a produção do pessoal – a Agente Carter e as meninas vestidas de Tartarugas Ninjas estavam demais! –, passei por um bate-papo promovido pelo Minas Nerds sobre cinema de horror. A conversa estava boa e navegou pela sétima arte com pitadas de feminismo. Pena não ter conseguido conversar com as meninas da mesa depois.

Bate-papo sobre cinema de horror na Terrofest promovido pelas Minas Nerds. Foto: Paula Rodrigues.

Bate-papo sobre cinema de horror na Terrofest promovido pelas Minas Nerds. Foto: Paula Rodrigues.

Minhas compras!

– “Bear”, volumes 1 e 2, Bianca Pinheiro, Ed. Nemo (2014 e 2015) + três pôsters!
– “Carolina”, Sirlene Barbosa e João Pinheiro, Ed. Veneta (2016)
– “Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço”, volumes 1 e 2, Germana Viana, Ed. Jambô (2014 e 2016)
– “Talco de Vidro”, Marcelo Quintanilla, Ed. Veneta (2015)
– Camisetas As Baratas.

Além do que já citei, destaco entre minhas aquisições a biografia em quadrinhos de Maria Carolina de Jesus (1914 – 1977), pioneira da literatura marginal. A obra é de autoria de Sirlene Barbosa (texto) e João Pinheiro (arte) e foi lançada na feira.

A economia que tive por entrar no evento com crachá de imprensa e pegar o ônibus gratuito no metrô Jabaquara para o São Paulo Expo não fez nem cócegas no rombo das minhas economias. Mas, como dizia minha avó, “o que é de gosto, regalo da vida”. Saí mais pobre e também mais feliz.

montagem_5

LINKS ÚTEIS:

Bianca Pinheiro
http://bianca-pinheiro.tumblr.com/
http://bear-pt.tumblr.com/
http://lojinhadab.iluria.com/index.html

Germana Viana
https://germanaviana.carbonmade.com/
http://www.lizziebordello.com/

Luiza McAllister (e Thiago Lehmann)
http://www.2minds.ws/Plumba/
http://2minds.ws/

Mari Santtos
http://gotadeareia.com.br/produto/a-mascara-detogi/

Minas Nerds
http://minasnerds.com.br/
https://www.facebook.com/minasnerds/?fref=ts

Rebeca Prado
http://becaprado.com.br/
https://naviodragao.wordpress.com/
https://www.facebook.com/incbeka?fref=ts

Sirlene Barbosa
http://carolinaemhq.tumblr.com/sirlenebarbosa
http://arte.folha.uol.com.br/ilustrissima/2016/01/31/carolina-hq/

Talessa Kuguimiya
https://www.socialcomics.com.br/memories-portugues/1

Um comentário em “Um dia na 22ª edição da Fest Comix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *